Ultimas Notícias

Querido(a) associado(a), venha comemorar o Dia do Trabalhador com feijoada, samba e pagode FES reivindica data-base ao líder do governo na Alep Nota Técnica do STF conclui que o Governo do Paraná tem condições financeiras para pagar o retroativo da ação judicial da Data Base

 

 

No dia 05 de abril de 2022, às 13 horas e 30 minutos, reuniram-se o CSD e os Sindicatos mistos com o superintendente Aldo Bona (SETI), em Curitiba, para tratar dos seguintes itens de pauta: 1) reposição salarial; 2) tratamento isonômico das categorias.

O superintendente informou que a proposta de reposição salarial para o ensino superior não foi aceita pelo governo de Ratinho Jr. Porém, há uma proposta do governo para a revisão da carreira de docentes e funcionários das IEES, a qual, para implementação neste ano, tem como prazo limite o dia 04 de julho.

Nós, dos sindicatos representativos dos docentes e agentes universitários das universidades estaduais paranaenses, entendemos que o principal problema das nossas categorias não está nas carreiras, mas na defasagem salarial, que já ultrapassa 33%.

Pelo histórico no tratamento dado aos servidores, sabemos que nada que vem deste governo é confiável. Por isso, indicamos representantes sindicais para compor a comissão formada para tratar das carreiras (um agente técnico pelos sindicatos mistos e um docente pelas sindicatos docentes), mas com o objetivo estrito de tomar ciência e informar as categoria – dado que são elas que verdadeiramente têm poder de decisão –, pois qualquer alteração nas carreiras só faz sentido se tiver como finalidade estrita a valorização profissional.

Neste sentido, afirmamos conjuntamente nossa disposição de dar continuidade à campanha salarial pela reposição integral das perdas. Para isso, faremos assembleias das categorias em todas as universidades para elaboração de um calendário de lutas, tanto com propostas de lutas específicas para as universidades estaduais quanto para as lutas unificadas do funcionalismo estadual pela reposição salarial integral.

 

– Pela reposição integral das perdas salariais!

– Pelo não congelamento das progressões e promoções!

– É fundamental a participação de todo/as nas assembleias sindicais das categorias!

– Todo/as à luta!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *