logo

Contato rápido


    Seu nome*

    Seu e-mail*

    Sua mensagem*

    [recaptcha class:captcha]


    Conecte-se com o Sintesu!

    Rua Padre Salvador, 808 – Santa Cruz
    Guarapuava – PR

    Fone: (42) 3622-8418

    Veja porquê o verdadeiro problema da dívida pública é o sistema financeiro
    17110
    post-template-default,single,single-post,postid-17110,single-format-standard,bridge-core-1.0.6,ajax_fade,page_not_loaded,,side_menu_slide_from_right,qode-theme-ver-18.2,qode-theme-bridge,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive

    Veja porquê o verdadeiro problema da dívida pública é o sistema financeiro

    Veja porquê o verdadeiro problema da dívida pública é o sistema financeiro

    Para aprovar a Reforma Administrativa (PEC 32/2020), o Governo Federal afirma que o problema do país são os gastos com serviços e servidores públicos. No entanto, no Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) para 2021, o mesmo governo projeta gastar a maior parte dos recursos com o sistema financeiro. Quase 54% é projetado para pagar uma dívida pública que nunca foi auditada e que ninguém possui o conhecimento do quanto dessa dívida seria “real”. No que diz respeito às outras áreas, apenas 2,85% é projetado para a saúde, e somente 2,69% para a educação.

    Segundo dados do Tesouro, em 2018 a dívida estava em R$ 5,5 trilhões, e o governo alega que pagou R$ 285,9 bilhões somente em juros e encargos e R$ 752,48 bilhões em amortização (que seria o abatimento do valor real da dívida). Mesmo assim, a dívida total cresceu em 2020 para R$ 5,9 trilhões. Diante disso, o governo alega que o orçamento está engessado com “despesas obrigatórias”, mas para isso leva em consideração apenas os gastos que deveriam ser destinados à população, como saúde e educação, retirando dos cálculos o valor que é destinado aos bancos e ao sistema financeiro. Estados e municípios, por exemplo, receberão repasses de apenas 7% em 2021.

    Fonte: É público, é para todos!

    No Comments

    Post A Comment