logo

Contato rápido


    Seu nome*

    Seu e-mail*

    Sua mensagem*

    [recaptcha class:captcha]


    Conecte-se com o Sintesu!

    Rua Padre Salvador, 808 – Santa Cruz
    Guarapuava – PR

    Fone: (42) 3622-8418

    Sintesu lança campanha para o combate à violência
    16563
    post-template-default,single,single-post,postid-16563,single-format-standard,bridge-core-1.0.6,ajax_fade,page_not_loaded,,side_menu_slide_from_right,qode-theme-ver-18.2,qode-theme-bridge,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive

    Sintesu lança campanha para o combate à violência

    Sintesu lança campanha para o combate à violência

    Além da campanha na Internet, cartazes serão fixados nos campi Santa Cruz, Cedeteg e Irati, durante o decorrer de 2019.

     

    O Sindicato dos Docentes e Agentes Universitários do Ensino Superior Estadual de Guarapuava e Irati (Sintesu), iniciou a campanha publicitária “Na luta contra a violência”. A campanha convidou integrantes do sindicato para participarem, de forma voluntária, segurando cartazes com frases voltadas ao tema. O objetivo é chamar atenção para a importância do combate à violência, bem como incentivar as pessoas a denunciar atos violentos.

    “Mais do que uma campanha, esse ato que estamos realizando serve para alertar as pessoas que existe ajuda, que elas não estão sozinhas, que tem a quem recorrer e que não fiquem caladas, pois a denúncia é o passo mais importante para evitar que casos de violência se agravem”, explica o presidente do Sintesu, Danny Jessé Nascimento. “Também precisamos parabenizar as pessoas que, voluntariamente, serviram de modelo para a campanha. São servidores e servidoras da Unicentro que representam o pensamento dos filiados ao Sintesu, na luta contra a violência”, complementou.

    Há 12 anos, a Lei Maria da Penha foi sancionada no Brasil e desde então, o número de denúncias de violência contra a mulher aumentou, mas ainda existem muitos casos em que a pessoa agredida não denuncia. A partir da sanção da lei, o Código Penal passou a prever estes tipos de agressão como crimes, que geralmente antecedem agressões fatais. O Brasil é o quinto país com maior número de casos de feminicídio.

    Em casos de violência moral, psicológica, física, sexual, patrimonial e econômica, denuncie. Disque 180 para Denúncia, 190 para Emergência e 100 para Direitos Humanos.

    2 Comments
    • Nelson Susko
      Posted at 20:34h, 18 dezembro Responder

      Parabéns por esta iniciativa. Vamos promover a paz, denunciar a violência e estender a mão para quem dela precisa.

    • Nelson Susko
      Posted at 09:56h, 20 dezembro Responder

      Parabéns pela iniciativa de se promover ação em prol da dignidade e direitos.

    Post A Comment