Ultimas Notícias

Querido(a) associado(a), venha comemorar o Dia do Trabalhador com feijoada, samba e pagode FES reivindica data-base ao líder do governo na Alep Nota Técnica do STF conclui que o Governo do Paraná tem condições financeiras para pagar o retroativo da ação judicial da Data Base

A reunião ocorreu no dia 28/09 e os Sindicatos foram representados pelo economista Cid Cordeiro Silva. Por parte do Governo do Paraná, estiveram presentes técnicos da SEAP e da Casa Civil.

De acordo com Cid Cordeiro, representante dos Sindicatos Unificados das IEES, do SindSaúde, da APP Sindicato e da Assepar/QPPE, no encontro foi debatida a possibilidade de melhoria na tabela dos agentes de apoio, tendo como base a tabela formulada pelo grupo e apresentada anteriormente à Casa Civil. 

Durante a reunião foi mencionado que existe uma expectativa de que essa tabela seja implementada ainda em 2023. Os técnicos do Governo presentes na reunião destacaram a importância da proposta mas também apontaram que a dificuldade está na SEFA, que apresentou a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2024 com estimativa de déficit de R$ 9 bilhões. Eles também destacaram que outra dificuldade é a repercussão na ParanaPrevidência, exemplificado que no QPPE existem mil ativos e oito mil inativos. Em relação às dificuldades apontadas, o economista Cid Cordeiro argumentou que os dados recentes apontam para recuperação da receita, que haverá compensação da perda do Fundo de Participação dos Estados (FPE) de julho e agosto e, além disso, a estimativa de déficit apresentada pela SEFA considera receita subestimada para 2024, assim como vem ocorrendo nos anos recentes. Quanto ao impacto na ParanaPrevidência, o economista destacou que não se pode considerar o impacto em percentual do reajuste da tabela, mas sim o impacto monetário, pois são vencimentos baixos e que representam proporcionalmente baixo impacto. 

Por fim, ficou definido que a SEAP fará impacto do custo da tabela para os Ativos seria encaminhada uma solicitação para a ParanaPrevidência calcular o impacto para os Aposentados/Pensionistas, com o levantamento das seguintes informações: Ativos por fundo (FF e FP) e Inativos por fundo (FF e FP). A estimativa da SEAP é que o retorno com as informações de impacto ocorra ainda em outubro. Por fim, uma nova reunião será agendada a partir da disponibilização dos dados pela SEAP e pela ParanaPrevidência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *