Ultimas Notícias

Convocação para Assembleia geral FES pressiona deputados sobre data base e outras reivindicações

Folha do mês de janeiro foi aprovada. Porém, Ministério Público solicitou que Reitoria cesse os pagamentos de Tide no próximo mês.

 

A Diretoria do Sintesu se reuniu na tarde desta segunda-feira, dia 20, para avaliar a situação do Tide dos agentes universitários. Dois pontos foram debatidos, sendo que o primeiro foi a aprovação da folha de pagamento deste mês com o Tide, por parte do governo. Já o segundo item foi a questão de um novo ataque ao Tide, desta vez por meio do Ministério Público (MP).

Sobre a questão do MP, sabe-se que todas as universidades estão sendo notificadas a cortar o Tide dos agentes universitários. Em duas universidades o Tide foi cortado neste mês.

Numa ação promovida pela Reitoria, em conversa com o MP foi solicitado que o corte não ocorresse nesse mês, tendo em vista que a folha já estava em processamento.

A Diretoria do Sintesu já entrou em contato com o escritório Bacellar & Andrade Advogados Associados e está fazendo a juntada de documentação para entrar na justiça e tentar impedir o corte no próximo mês.

Em breve, será marcada uma reunião com os agentes universitários para repassar mais informações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.