logo

Contato rápido


Seu nome*

Seu e-mail*

Sua mensagem*


Conecte-se com o Sintesu!

Rua Padre Salvador, 808 – Santa Cruz
Guarapuava – PR

Fone: (42) 3622-8418

Sintesu | Na Seti, sindicatos debatem melhorias para docentes e técnicos
15657
post-template-default,single,single-post,postid-15657,single-format-gallery,ajax_fade,page_not_loaded,,side_menu_slide_from_right,qode-theme-ver-9.4.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.5,vc_responsive

Na Seti, sindicatos debatem melhorias para docentes e técnicos

Na Seti, sindicatos debatem melhorias para docentes e técnicos

Na última quarta-feira, 17/02, representantes do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Superior da Unicentro (Sintesu) estiveram em Curitiba para reunião com o secretário João Carlos Gomes, na Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti).

Juntamente com representantes de outros sindicatos das IEES, os integrantes do Sintesu cobraram maior agilidade na nomeação dos mais de 700 docentes e agentes universitários que aguardam nomeação nas diversas universidades do Paraná. Danny Jessé Nascimento, presidente do Sintesu, que esteve na reunião acompanhado de Fábio Horst (tesoureiro) e Daniel Flauzino (delegado), contou que o secretário afirmou que fará as nomeações em três etapas, iniciando pelas mais antigas e que tentará nomear os aprovados ainda neste primeiro semestre, porém, também explicou que o Governo prefere aguardar o fechamento do primeiro quadrimestre para ver como estarão as finanças do Estado.

Outras três questões também foram pauta da reunião: a alteração da nomenclatura dos cargos dos agentes universitários, que passariam a ser nominados de Técnico Universitário de Desenvolvimento, Técnico Universitário de Gestão e Técnico Universitário de Execução; a alteração no interstício de 7 anos para avanço na carreira dos técnicos, fato este que prejudica os servidores recém ingressados na carreira; e, ainda, houve debate sobre a solicitação dos sindicatos para melhoria do adicional de titulação dos docentes e implantação do benefício para os técnicos. Sobre esse último ponto, o secretário João Carlos ressaltou que os estudos para melhoria no percentual dos docentes está mais avançado, por ter sido protocolado há alguns anos pelos sindicatos.

“Acredito que avançamos em vários pontos. O secretário João Carlos entende como justas as nossas reivindicações e se comprometeu em levar adiante as solicitações para melhoria das carreiras dos docentes e também dos técnicos”, complementou Danny Jessé, lembrando que, no início do mês, o Sintesu já havia participado de audiência na Secretaria de Estado da Administração e da Previdência (Seap), com a secretária Dinorah Nogara, reivindicando os avanços acordados com o governo durante a greve de 2015.

Reunião com liderança do Governo

Já na tarde do dia 17, os integrantes dos sindicatos participaram de audiência com o deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB), líder da base governista na Assembleia Legislativa Do Paraná. A reunião foi uma tentativa para que o deputado interceda junto ao governo para a nomeação dos mais de 700 servidores aprovados em concurso desde 2013. Na audiência, Romanelli se comprometeu em levar ao governador Beto Richa (PSDB) a necessidade urgente de nomear os professores e técnicos das IEES.

“Um dos pontos acordados, ainda na greve de 2015, foi que o Governo agilizaria as nomeações de docentes e agentes universitários e nós estamos cobrando isso”, concluiu o presidente do Sintesu.

Novas reuniões já estão agendadas e o Sintesu já confirmou sua presença, com objetivo de continuar defendendo os interesses dos sindicalizados. “Sempre que ocorrerem avanços nas discussões, os servidores serão informados”, declarou o presidente do sindicato.

Além de representantes do Sintesu, participaram das reuniões integrantes do Sintespo (Sindicado dos Técnicos e Professores da UEPG), Sinteoeste (Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos do Ensino Superior do Oeste do Paraná), Assuel Sindicato (Sindicato dos Servidores Técnicos Administrativos da UEL) e o Sindiprol/Aduel (Sindicato dos Professores da UEL).

 

Nenhum comentário

Envie um comentário