logo

Contato rápido


Seu nome*

Seu e-mail*

Sua mensagem*

[recaptcha class:captcha]


Conecte-se com o Sintesu!

Rua Padre Salvador, 808 – Santa Cruz
Guarapuava – PR

Fone: (42) 3622-8418

Data-base: Sintesu convoca servidores para mobilização em Curitiba
15894
post-template-default,single,single-post,postid-15894,single-format-standard,bridge-core-1.0.6,ajax_fade,page_not_loaded,,side_menu_slide_from_right,qode-theme-ver-18.2,qode-theme-bridge,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive

Data-base: Sintesu convoca servidores para mobilização em Curitiba

Data-base: Sintesu convoca servidores para mobilização em Curitiba

Na última quinta-feira (17), o Governo Beto Richa enviou para a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) a mensagem 43/2016, com item suspendendo o pagamento da data-base, oficializando o calote ao pagamento da data-base, que estava prevista em Lei para o início de 2017 e que também era parte do acordo que encerrou a greve em 2015.

Na segunda-feira (21), membros da diretoria do Sintesu já estarão em Curitiba, participando de ações na Alep. Na terça-feira (22), coordenados pelo Fórum das Entidades Sindicais (FES), será a vez de caravanas de todo o Estado se dirigirem à Curitiba, para intensificar a mobilização em defesa do reajuste inflacionário. O Sintesu está convocando os servidores para esse ato, sendo que os interessados devem informar seu nome e RG pelo telefone (42) 3622-8418 ou pelo e-mail sintesu@hotmail.com.

Somente na Unicentro, são 867 docentes e 406 técnicos que ficarão sem a reposição da inflação. Além disso, se o calote for aprovado, outras vítimas do Governo Beto Richa serão os servidores aposentados e pensionistas, porque têm na data-base o único reajuste de salário. O Estado do Paraná tem hoje 87.292 aposentados e 26.470 pensionistas, totalizando 113.762 pessoas que ficarão sem o reajuste.

No entanto, o logro atinge também a todos os 186.807 servidores da ativa entre estatutários e celetistas (que não têm promoção e progressão). Ao todo, serão mais de 300 mil pessoas prejudicadas pela falta de seriedade do Governo Richa.

Fim de papo -> bastou o FES divulgar na quarta (16) o estudo econômico demonstrando, na ponta do lápis, que o Governo do Paraná tem, sim, condições de saldar tanto o compromisso da data-base quanto das promoções e progressões para cair a máscara do “governo do diálogo”.

A Casa Civil chamou uma reunião às pressas para anunciar que reenviaria a mensagem 43/2016 suspendendo (Art. 33 e 34) o pagamento da data-base (previsto na Lei 18.493/2015) em janeiro e maio de 2017.

Reação -> os dirigentes do FES passaram a manhã de ontem (17) na Assembleia Legislativa conversando com diversos deputados, lideranças partidárias, incluindo o presidente da Alep, Ademar Traiano, e o Líder do Governo, Luiz Cláudio Romanelli. Os deputados receberam o estudo do FES demonstrando que a reposição da inflação dos servidores não vai “quebrar o Estado”.

Proposta do FES -> o Fórum de Servidores vai apresentar sua proposta detalhando o pagamento das dívidas do governo com os servidores e da data-base em forma de emenda, com as seguintes premissas:

01) exclusão dos artigos 33 e 34 da mensagem 43/2016;

02) pagamento escalonado das promoções e progressões, sendo:

* janeiro de 2017, implanta-se as promoções e progressões de 2015;

* em junho de 2016, implanta-se as progressões e promoções de 2016;

* os atrasados de promoções e progressões, parcela-se ao longo dos exercícios de 2017 e 2018;

03) pagamento da data-base escalonada a partir de janeiro de 2017, zerando a inflação de 2016, até dezembro de 2017.

Reuniões -> Na segunda-feira (21), o Sintesu promove reuniões com docentes e técnicos nos três campi da Unicentro. Às 8h30, a reunião ocorre na Sala 242 do Campus de Irati. Já às 9h, será realizada reunião no Miniauditório do Campus Santa Cruz. E, às 10h30, o encontro será no Miniauditório do Bloco de Geografia do Campus Cedeteg.

O assunto principal será a questão da data-base e as ações a serem tomadas.

 

Sindicalize-se.

Juntos somos mais fortes!

 

161118_convite_fes-sintesu_caravana

Com informações de Cláudia Morais/Sindiseab.

No Comments

Post A Comment